Desfralde natural: chegou a hora, o que fazer?


Você estava bela e tranquila, quando de repente seu filho te pega de surpresa pedindo "banlêlo mamãe". E agora? Faço o que? Sinal de mamãe em choque!!!

A Manu começou a dar os sinais de que estava entrando para a fase do desfralde quando começou a tirar a fralda sozinha e não querer mais vestí-la. Era um sacrifício colocar fralda nela, ela saía correndo pelada pela casa fugindo de mim. Ela estava com 1 ano e 8 meses.


Desde semana passada (Manu vai completar 1 ano e 11 meses dia 08/10), a Manu começou a simplesmente falar que tinha feito o número 2. E quando eu ia ver, a fralda estava limpa. Comecei a achar estranho e perguntei se ela queria ir ao banheiro (sim, eu pergunto as coisas pra ela). A levei ao banheiro, a segurei nos braços em uma posição em que ela ficasse sentadinha no vaso. Ela estava meio assustada, e como sempre faço, pedi então que abraçasse a mamãe. E aí, então, expliquei para ela fazer força. Não demorou muito eu já estava comemorando com ela a primeira ida ao "banlêlo", como ela diz.

E faz uma semana que ela só usa a fralda para fazer xixi! Mamãe pira de felicidade!


Depois de muita pesquisa, resolvi listar aqui alguns pontos importantes para o início do desfralde.



Primeiros sinais de que seu filho está preparado para o desfralde:

- não aceita ficar de fralda, chegando a tirar;
- avisa ou se incomoda quando suja a fralda;
- pede para ir ao banheiro.


O que fazer (para a criança):

- não forçar a situação, só inicie o desfralde quando o seu filho(a) estiver pronto;
- não brigar ou envergonhar a criança se ela fizer na fralda ou na roupa, isso só vai desencorajá-la ainda mais a fazer no vaso;
- tente tornar a ida ao banheiro algo divertido, se não funcionar o vaso, tente colocar um penico, troninho ou até um redutor de assento sanitário (hoje em dia existem esses itens em vários temas, tente algum personagem que seu filho goste);
-  não coloque medos na criança, problemas com prisão do ventre é muito mais sério do que continuar a usar fraldas...

"Dar bronca, ficar bravo ou botar de castigo porque a criança não está interessada no penico, recusa-se a sentar lá ou deixa escapar o xixi ou o cocô é um dos problemas mais comuns do desfraldamento, porque não dá resultado nenhum -- muito pelo contrário, pode retardar o processo ou causar problemas. 

Os acidentes fazem parte do processo. Quanto mais bronca a criança levar, menos interessada ficará em aprender: ela vai ter medo de deixar escapar de novo e levar mais bronca. Outro efeito colateral é a criança começar a segurar o cocô, o que pode levar a casos graves de prisão de ventre. 

Não é fácil manter a calma no meio daquela sujeira toda. Mas conte até dez e faça o que é preciso fazer para limpar a bagunça. Lembre-se de que é só por um tempo, e logo seu filho estará treinado. 

Caso os acidentes estejam muito frequentes e você esteja com dificuldade de manter a calma, talvez seja o caso de voltar atrás e só tentar de novo quando a criança demonstrar real interesse." (BabyCenter)


O que fazer (para a mãe):

- primeiro de tudo: vai exigir muita paciência! Respire fundo e não negue levar seu filho ao banheiro várias (várias mesmo) vezes, quantas forem necessárias;
- familiares, amigos, e até a senhora no ponto de ônibus que estiver ouvindo sua conversa, vão querer dar palpite. Então, prepare a cara de alface;
- se permita errar, se achar que não está dando certo, não há problema algum em voltar atrás e manter as fraldas. Pode realmente não ser a hora certa!






"O jeito de tirar a fralda de uma criança mudou bastante nos últimos 40 anos, por mais que sua avó diga que sua mãe com 1 ano já não usava mais fralda nem mesmo à noite. Pesquisas demonstraram cientificamente que as crianças só começam a controlar os músculos da bexiga e do reto a partir de 1 ano e meio." (Babycenter)




Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...