Decisão tomada...



Fiquei a semana passada inteira pensando, me questionando, criando coragem, (chorando).

Sábado enfrentei meu medo, passei por cima do meu orgulho e mais ainda do meu AMOR, e tomei uma decisão. Espero ter dado um passo a frente, não para mim, mas para a Manu...

Quando a Manu tinha meses, eu disse ao pai dela que a maioria dos juízes liberam a criança a partir de 2 anos para ir à casa do pai (ou mãe, se for o pai que tiver a guarda). Pois bem. Eu não confiava nele, ele não demonstrava para mim que podia ficar com uma criança sozinho, ou que pudesse cuidar dela mesmo sendo o pai, porque um título não dá responsabilidade e vínculo afetivo para ninguém...

Acontece que, na nossa última briga, digo, digo... conversa, eu expliquei o porque de não deixá-lo levar minha filha. Disse que, antes de tudo, ele tinha que provar PARA MIM que ele havia mudado, e não dizer aos 4 ventos que mudou da noite para o dia. Ele tinha que DEMONSTRAR, com atitudes e não com palavras. Isso aconteceu há uns 6 meses. Eu, com meu instinto de mãe leoa, não deixava ele ficar sozinha com a Manu durante as visitas, se ele mudava de cômodo eu ia atrás. E isso não é exagero, eu não confiava nele com a bebê por ter me dado motivos suficientes para tal. Enfim, desculpe o palavreado, mas era um pé no saco! Eu me esgotava, quando chegava a sexta-feira eu já entrava em desespero porque no sábado ele viria. E isso foi por quase 1 ano.

Depois do meu esclarecimento, notei que ele começou realmente a mudar. Nas atitudes, na postura, no tratamento. Não só com a Manu, mas comigo. Ele vinha sempre querendo me desafiar, sendo ignorante comigo e ás vezes até me colocando medo (mesmo que tenha feito isso inconscientemente). Hoje, consigo deixá-lo sozinho brincando com ela. Mas só consigo pois vi uma mudança da parte dele, que fez com que eu começasse a confiar, a me sentir segura.

Sábado o chamei para conversar. E quando falei a primeira frase, meus olhos já encheram de água e as lágrimas começaram a escorrer, com uma incerteza tremenda na minha decisão: “Estou disposta a deixar a Manu ir para a sua casa...”

Não só eu chorei, como ele também. Sei que ele já é um bom pai, sei que ele a ama muito. Mas também sei o quanto eu sofri, com tudo e quero que ELE saiba disso, para que possa entender o meu lado.



Pensei muito antes de tomar essa decisão, pois me sinto novamente como uma egoísta, que está se privando de mais 6 meses exclusivamente com sua filha. As pessoas dizem: “será bom, porque você terá um tempo para você”. Mas eu não querooooo!!! Eu não quero um tempo para mim, não é por essa razão que estou fazendo isso. Estou fazendo isso única e exclusivamente pensando na MANU. Eu não ligo por não ter tempo de ir ao cabeleireiro, de fazer as unhas, de ir ao cinema. Não ligo pra mais nada disso. Não é esse o motivo.

Sei que estou fazendo o melhor para ela. Já para mim, isso o tempo cura...

Comentários
8 Comentários

8 comentários:

Fofoca de Mãe disse...

Ai aiiii, nem sei por onde começar!
Eu tenho o maior orgulho da mulher que tu te tornou, acompanho tua luta desde antes da nossa Manu nascer!
Conversamos muito sobre esse dia e meu coração se toma de alegria ao saber que você optou pela melhor decisão!
Foi a melhor escolha que eu fiz para a minha vida e para do Lucca, não pelo tempo que tenho só meu quando ele está no pai, mas na minha relação com o Lucca se se tornou ainda mais próxima!
Aproveito ainda mais o tempo que tenho com ele!
O olhar dele quando me vê ao chegar de um final de semana com o pai, não tem preço, ali está a prova de que sou eu a melhor pessoa do mundo para ele!
Tu vai saber o que é isso!
EU TE AMO DEMAIS MINHA PEQUENA E TENHO MUITO ORGULHO DE TI!
Parabéns pela atitude corajosa, ela só te trará coisas boas!

Anônimo disse...

Juuuuuu, que historia linda!!!
comecei te seguir no insta uns 3 meses antes da manu fazer 1 ano, mas não sabia da tua historia por inteira.
Parabéns por ser essa mulher maravilhosa e uma ótima mãe!!
Com relação ao pai, tenho certeza que está fazendo o melhor para Manu linda.
Beeeeeeeeijos
Sarah Marques.

Universo da Flor disse...

Que depoimento lindo. :)

Julieta disse...

Que difícil! Deus abençoe sua decisão e sua filha! Sou louca pra ser mãe, então amei seu blog. Força, daqui a pouco ela tá de novo com você. Beijos!

Julieta,
www.julietices.com

Gabriel Dias disse...

Calma, pera. Eu não entendi. Ela vai ficar 6 meses com ele?

www.semsorte.com

Jéssica Urbano disse...

Ow linda, vai dar tudo certo! Eu nem imagino como deve ter sido difícil para você, só imagino que quando se tem um(a) filho(a) a vontade da mãe é de proteger com unhas e dentes... Mas se teu coração te falou que você podia confiar e que estava na hora de dar esse passo, acredita e seja forte. Você está fazendo o seu melhor para a felicidade da sua bebê, e é isso que importa! Beijão!

http://www.estrelaminha.com/

Mamae Em Choque disse...

kkkkkkk não!!! A princípio, algumas horas na casa dele. E com o passar do tempo, vai para passar os fins-de-semana.

Anônimo disse...

Eu não teria essa coragem, ainda mais hoje em dia que só escutamos casos de pedofilia, se eu fosse você não deixaria, fala pra ele continuar visitando ela na sua casa, hoje em dia não devemos confiar em ninguém, temos que proteger nossas crianças, porque depois pode ser tarde, o amor que ele tiver que passar pra ela, pode ser na sua presença, eu falo como amiga, você é quem decide.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...